Léxico Lean

O-Q


Rácio entre a carga e a capacidade. Mede a parte da capacidade ocupada pela carga pedida ao sistema de operações (produção ou serviço). Deve ser sempre inferior a 100% para garantir a satisfação dos pedidos e evitar a formação de filas de espera infinitas.

Trata-se de uma abordagem rápida a um assunto específico. É um modo de formação muito objetivo e que pretende alcançar rápidos resultados. Em vez de procurar ensinar tudo de uma vez, opta-se por ensinar um aspecto de cada vez. Muito utilizado no âmbito do Total Productive Maintenance e na generalidade das situações Lean.

Conceito utilizado em sistemas produtivos caraterizado pela produção de um único artigo de cada vez (lot size = 1), em cada posto de trabalho.

Operações ou atividades de fabrico, operações de montagem, operações de atendimento a clientes, operações de processamento de informação, etc. Regra geral, o termo operações é utilizado para se referir a atividades ligadas à satisfação dos pedidos dos clientes, para empresas industriais as operações referem-se às atividades de produção e de montagem bem como as atividades de suporte (ex. manutenção, compras, qualidade, entre outras), para empresas de serviços a definição é mais difícil atendendo à particularidade de cada serviço.

Refere-se a uma empresa, uma entidade que tem clientes e fornecedores numa dada cadeia de fornecimento (supply chain). Termo usado em logística e SCM (Supply chain management) para se referir à empresa na cadeia de fornecimento.

Rendimento ou Eficiência Global do Equipamento. Indicador e conceito de melhoria, parte do Total Productive Maintenance e que mede a utilização operacional efetiva de um equipamento face ao seu potencial.
O indicador OEE obtém-se multiplicando três fatores (OEE = Disponibilidade x Velocidade x Qualidade): Disponibilidade: traduz paragens tais como avarias, mudanças de série, abastecimento.
Velocidade: traduz as perdas devidas a micro-paragens e baixa velocidade.
Qualidade: traduz as perdas devidas a rejeição e recuperação de produção defeituosa.

O processo que, numa cadeia de valor organizada à luz dos princípios Lean Production, marca o ritmo para a cadeia inteira. Trata-se do ponto da cadeia onde é transmitida a informação da procura.

Método utilizado para auxiliar na determinação de quais máquinas/processos devem ser utilizados e ligados na configuração de uma célula de produção.

Conhecido como o Ciclo da Melhoria ou Ciclo de Deming, conceito introduzido por W. Edwards Deming, é um método que propõe, para qualquer projeto de melhoria, a seguinte sequência: Plan (Planear): Definir âmbito, objetivos, equipa, meios e calendário.
Do (Fazer): Definir e implementar as melhorias
Check (Verificar): avaliar os resultados obtidos face aos objetivos.
Act (Actuar): Normalizar a melhoria ou reiniciar o ciclo, consoante os resultados obtidos.

Trata-se de um ficheiro de todas as peças utilizadas no processo produtivo e onde estão registados todos os dados relevantes tais como referência, designação, consumo, utilização, armazenagem, peso, dimensões, tipo e dimensões de embalagem, tamanho de lote, frequência de reaprovisionamento, fornecedor, prazo de entrega, etc.
O PFEP é fundamental na implementação de toda a logística do Lean Production.
Ver também: Abastecimento normalizadosupermercado

O pitch traduz o tempo ou ciclo de consumo de uma embalagem de produto acabado.
Obtém-se o takt pela quantidade de embalagem. No caso de o produto final ser individualmente embalado, o pitch é igual ao takt.
Ver também: HeijunkaTakt

É o primeiro passo no processo de gestão. Consiste na seleção dos objetivos mensuráveis e nas decisões das ações que levarão à realização desses objetivos. Trata-se de reunir os meios e definir os modos de ação para alcançar objetivos.

A palavra japonesa poka yoke significa 'à prova de erros' e é usada para designar sistemas e dispositivos incorporados no processo produtivo que impedem a ocorrência de um engano ou que de imediato o tornam evidente. O conceito Poka Yoke é parte integrante de um sistema de produção sem desperdício, impedindo os erros e obrigando a reagir de imediato em caso de problemas.
Ver também: Jidoka

Abreviatura para “partes por milhão”. Unidade de medida dos defeitos de qualidade em processos de fabrico com grande maturidade de organização e de gestão.

É um tipo de fabrico/produção que se carateriza pelo fabrico de um produto ou famílias de produtos (ie, artigos similares) numa área específica (célula).

Forma de fabrico em pequenas quantidades, numa série de passos sequenciais. Baseada na estratégia Just in Time

É a quantidade de produção por unidade de entrada (mão de obra, equipamento e capital). Existem diferentes maneiras de medir a produtividade. Por exemplo, numa fábrica, a produtividade deve ser medida com base no número de horas que se leva para produzir uma peça, enquanto no setor de serviços a produtividade deve ser medida com base na receita gerada por um funcionário, dividido pelo seu salário.

Ordenação e periodização de atividades associadas a tempos de trabalho de forma a que cada recurso (colaborador, máquina, ferramentas) não realize tarefas para além do tempo disponível (leva em conta o fator de capacidade finita, ao contrário do MRP).

Significa fluxo puxado e é outra das componentes implementação do Lean Production.
Trata-se de um sistema de controlo de fluxos em que a produção de um processo fornecedor é despoletada e regulada pelo consumo do processo a cliente jusante.
O processo a jusante fornece ao processo fornecedor, dentro da mesma fábrica ou situado a grande distância, informação sobre os produtos que necessita, qual a quantidade, quando e onde os necessita.

Esta informação assume normalmente a forma de Kanban e obedece ao princípio do nivelamento.
O processo a montante só fabrica e fornece o produto na sequência das instruções recebidas.
É o oposto da produção empurrada, em que os processos fornecedores fabricam lotes consideráveis de acordo com um planeamento centralizado e os enviam ao processo a jusante, sem terem em conta o seu ritmo de consumo.
O Pull Flow utiliza, segundo os casos, os corredores FIFO e os supermercados para conectar os processos.
Ver também: FIFO, Supermercado

Um processo de fabricação onde os produtos são empurrados pelo sistema através do seu envio para a próxima operação automaticamente após a finalização da operação anterior. Caraterizado por sistemas de planeamento e controlo muito rígidos e baseados em previsões e, nada orientado ao mercado.

Sistema de controlo visual utilizado em áreas de trabalho, normalmente sob a forma de um quadro (elétrico ou eletrónico), que mostra o atual status do sistema de produção e pode também ser utilizado para alertar as pessoas para problemas ou pedidos de intervenção.

Método utilizado no design e desenvolvimento de produtos que garante que os requisitos e desejos do cliente são levados em consideração. O QFD utiliza equipas de trabalho transversais, que incluem membros da Engenharia, Operações, Marketing e Processos. Em primeiro lugar recebe-se o feedback dos clientes para se definirem os requisitos dos novos produtos. A esses requisitos é dado um peso ou ponderação e os próprios clientes avaliam os produtos da empresa em comparação com os concorrentes. Isto permite aferir quais os fatores que o cliente de facto valoriza e como integrar essas especificações no contexto industrial e tecnológico da empresa.

Partilhe esta informação

Os seus dados
Por favor preencha o seu nome
Por favor preencha o seu e-mail.
Destinatário
Por favor preencha o e-mail destinatário
Invalid Input
Verificação de segurança inválido. Por favor atualize a página e tente novamente.
A ATEC atua no respeito das normas nacionais de proteção de dados pessoais. Não trataremos qualquer dado pessoal aqui registado.

Partilhe Connosco
as suas necessidades

Empresa
Por favor preencha o seu nome.
Por favor preencha o seu e-mail.
Por favor preencha a sua função.
Por favor preencha a empresa.
Por favor indique o n.º de telefone.
Em que está a pensar
Por favor preencha o projeto/tema.
Por favor preencha o objetivo
Invalid Input
Invalid Input
Invalid Input
Invalid Input
Verificação de segurança inválido. Por favor atualize a página e tente novamente.
A ATEC atua no respeito das normas nacionais de proteção de dados pessoais. Os dados aqui colocados serão eliminados até seis meses após a sua utilização.
Para o exercício dos direitos de informação, acesso, retificação, eliminação ou oposição dos seus dados deverá enviar um e-mail para info@atec.pt.

Pedido de Informação

Por favor preencha o seu nome.
Por favor preencha o seu e-mail.
Por favor preencha a sua função.
Por favor preencha a empresa.
Por favor preencha o telefone.

Por favor escolha o seu pedido
Por favor preencha a mensagem.
Verificação de segurança inválido. Por favor atualize a página e tente novamente.
A ATEC atua no respeito das normas nacionais de proteção de dados pessoais. Os dados aqui colocados serão eliminados até seis meses após a sua utilização.
Para o exercício dos direitos de informação, acesso, retificação, eliminação ou oposição dos seus dados deverá enviar um e-mail para info@atec.pt.